Conheça a terapia EMDR 2


EMDR é uma sigla em inglês que significa Eye Movement Desensitization and Reprocessing, que traduzindo para o português significa Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares.

Como funciona o EMDR?

O EMDR é uma abordagem de psicoterapia  fundamentada nas recentes descobertas da neurociência e foi desenvolvida nos Estados Unidos no final dos anos 80 pela Psicóloga Francine Shapiro. Permite o reprocessamento de lembranças difíceis e dolorosas através da integração do conteúdo neuronal nos hemisférios cerebrais.

Com o EMDR, através de estimulações bilaterais, é possível dessensibilizar a intensidade da emoção sentida durante a recordação de um evento traumático e reprocessá-la para que fique arquivada como memória passada e não mais interfira negativamente no momento atual.

Essa terapia é reconhecida?

A Terapia EMDR é reconhecida em todo o mundo como um tratamento efetivo para o trauma e outros eventos perturbadores da vida. Foi aprovada pelo NREPP – National Registry of Evidence-Based Programs and Practices que faz parte do Substance Abuse & Mental Health Services Administration do U.S.  Department of Health and Human Services, que é a mais alta qualificação possível para o reconhecimento da validação científica de uma abordagem psicoterapêutica. Também foi aprovada pelos departamentos de Saúde Mental de Israel, Irlanda do Norte, Inglaterra, França e Suécia. Atualmente, a Terapia EMDR é indicada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para o tratamento de TEPT (Transtorno de Estresse Pós Traumático).

Em que tipos de situações a Terapia EMDR é indicada ?

Quando há sintomas perturbadores, ou que causam desconforto, mesmo que a pessoa não se lembre dos eventos do passado, pois experiências aparentemente corriqueiras também deixam sequelas. Originalmente  a abordagem foi desenvolvida para tratar sintomas de TEPT em veteranos da Guerra do Vietnã, mas com o tempo ampliaram-se as possibilidades para cuidar de:

  • Quadros resultantes de ansiedade generalizada, síndrome do pânico, depressão;
  • Eventos traumáticos como abuso sexual, agressões, acidentes, assaltos, sequestros, desastres naturais, aborto;
  • Crises da vida, tais como: traição, divórcio, desemprego, morte de um ente querido;
  • Mudança de  padrões comportamentais repetitivos, tais como, dificuldade em estabelecer relacionamentos íntimos, tomadas de decisões equivocadas de forma recorrente, ataques de raiva;
  • Fobias, tais como: medo de falar em público, de animais, de viajar de avião, de dirigir, de dentista, de lugares fechados, de exames de diversos tipos, dentre outras;
  • Dores e doenças psicossomáticas.

Para quais idades a Terapia EMDR é apropriada?

A Terapia EMDR pode ser feita com pessoas de qualquer idade, cultura e classe social, desde bebês até a terceira idade. Constatou-se que o tratamento com crianças funciona ainda mais rápido do que com os adultos. Nos traumas precoces (bebês e crianças muito pequenas) a terapia EMDR traz excelentes benefícios para pais e filhos.

Em que a Terapia EMDR difere das outras Abordagens?

Comparada às abordagens tradicionais, normalmente apresenta maior eficácia, pois alcança melhores resultados, ou resultados equivalentes, em menos tempo. Estudos realizados com o auxilio de tomografias de alta precisão sugerem que a experiência traumática altera o funcionamento cerebral. Quando o cérebro é submetido a estresse crônico, o indivíduo perde em qualidade de vida. Com o EMDR localizamos as memórias traumáticas que são responsáveis pelo estresse atual e depois começamos a reprocessá-las com o uso da estimulação bilateral (visual, auditiva e/ou tátil). A terapia com EMDR não oferece ferramentas para lidar com o problema, ao invés disso, dessensibiliza e reprocessa a lembrança dolorosa, fazendo com que os sintomas deixem de existir e que novos eventos não mais atuem como disparadores para os mesmos sentimentos vividos no passado.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 conversas em “Conheça a terapia EMDR

  • Edmir Silveira

    Tomei a decisão de ser mais tolerante 😉 as coisas não me afetam mais como antes. Impressionante. Estou passando por um reprocessamento futurista mesmo. Somos um processador orgânico, de reações químicas. Extremamente complexos. A sua geração de neuropsicólogos descobriu uma forma de interferir nesse processo de forma controlada e efetiva. Você é parte desse futuro. Faz parte das 3 primeiras gerações de conceberam, descobriram e estão sedimentando o que Freud desconfiou mas não tinha condições tecnológicas de avançar. E, por que, também, não tinha o cérebro evoluído o suficiente para chegar onde vocês chegaram. Ele ficaria maravilhado com a efetividade que uma terapia mental pode alcançar. Parabéns, tenha muito orgulho. Você avançou e está levando várias pessoas a avançarem também. Muito poucas pessoas conseguem participar efetivamente da vanguarda de uma coisa tão importante para toda a humanidade. 🌹🌹🌹🌹👏👏👏👏👏👏👏👏❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️